Esses 8 clássicos farão você querer o velho Skrillex de volta

Para muitos, Skrillex é e sempre será o rei do dubstep. Até certo ponto parece óbvio, pois foi ele quem mais ajudou a popularizar o gênero no mundo, desde sua chegada inesperada, passando pelos seus sucessos e reconhecimentos que o simbolizaram, seguindo pelo seu caminho experimental radical até a atual incerteza. Está claro que Sonny John Moore deixou sua marca na música eletrônica. Eu diria que é quase um pecado se alguém nunca tiver ouvido pelo menos uma faixa sua, ou o grito eufórico de "BANGARANG"...

Skrillex tornou-se conhecido principalmente pelo seu estilo agressivo dentro do dubstep. Com o passar do tempo, ele foi se cruzando com mundos diferentes, abandonando aos poucos aquele som característico e explorando ~novos caminhos~. A lista a seguir é um agradável e nostálgico passeio por alguns dos principais sucessos que fizeram do Skrillex um cara muito especial.

Promises (Skrillex and Nero Remix) (2011)

A música original já é por si só um trabalho incrível, mas quando Skrillex juntou-se com a banda Nero para dar vida a esse remix foi quando a coisa ficou épica.

Scary Monsters and Nice Sprites (2010)

Para muitos, o som definitivo do Skrillex. Scary Monsters and Nice Sprites parece uma música tirada do pesadelo mais profundo de um menino de 6 anos.

First of the Year (Equinox) (2011)

Uma peça que se mostra inicialmente calma e alegre, para depois tirar a máscara e revelar esse momento em que a sanidade falha miseravelmente. First of the Year (Equinox) foi certamente uma de suas criações mais cinematográficas.

Bangarang, com Sirah (2011)

Aqui nos encontramos com o que seria auge da carreira do Skrillex. Tanto a própria track como o seu EP homônimo Bangarang levaram a fama do produtor a um novo nível, e a faixa continua sendo um de seus maiores sucessos comerciais até hoje.

Kill EVERYBODY (2010)

"I want to kill everybody in the world"... Embora tenha uma letra seja bem assustadora, Kill EVERYBODY tem uma pegada bem dançante, cheia de efeitos, onde o Skrillex explora elementos puxados para o electro house.

Ruffneck (FULL Flex) (2011)

Mais uma onde a tranquilidade dá aos poucos lugar à agressividade.

Cinema (Skrillex Remix) (2011)

Você sabe que o seu remix é bom quando ele consegue maior reconhecimento do que a própria música original. Foi o que aconteceu com o remix do Skrillex para Cinema, do Benny Benassi, que lhe rendeu até um Grammy em 2012.

Breakn' a Sweat, com The Doors (2011)

Breakn' a Sweat combina perfeitamente a música da lendária banda de rock The Doors com o bass doentio do Skrillex. Esta é definitivamente uma das melhores faixas do produtor norte-americano e uma das colaborações mais importantes da sua carreira.



Originalmente publicada na parceira Ravers Paraguay

João Spies (๑˃̵ᴗ˂̵)و

Autor // Curitibano, 20 anos, atualmente residindo no Paraguai, onde sou responsável pela "Ravers Paraguay", um dos principais referentes da música eletrônica no território vizinho. Viciado em café. Antes livros que filmes e séries. Já tentei de tudo para ser mais aberto musicalmente, mas não teve jeito, a música eletrônica definitivamente é meu verdadeiro e único amor! P.S.: Cadê o after?!

Publicidade

Participe da conversa