A inauguração do Air Rooftop Club em São Paulo foi um festão!

O termo rooftop pode não ser ainda tão popular por aqui, mas é uma tendência que tem funcionado pelo mundo todo. Tomar um drink no terraço de algum edifício enquanto observa de cima vistas incríveis que a cidade oferece te coloca literalmente no topo.

Em São Paulo existem alguns em funcionamento, mas as agências Entourage e Fun2U se uniram com um propósito maior e criaram o Air Rooftop Club, uma balada pop-up que inaugurou na última sexta e funcionará até o final do ano com festas de música eletrônica. O local escolhido foi o rooftop do Shopping Light, que fica no centro histórico de São Paulo e tem uma vista sensacional da cidade. O prédio, além de ser tombado pelo patrimônio histórico traz uma vista única e detalhada do Teatro Municipal de São Paulo, famoso pela semana de arte moderna de 1922.

13533320_258810541151869_4705291375254053017_n

Voltando pra atualidade, na sexta-feira à noite o prédio ficou todo colorido e bem iluminado. O alvoroço nas redes sociais dos mais de 2500 interessados no evento foi mais do mesmo de quem deixa pra última hora e/ou não conseguiu se antecipar e comprar o convite antes de esgotarem. Chegar até a festa foi muito fácil: pra quem tem medo de andar no centro histórico de SP à noite — algumas regiões próximas são consideradas perigosas — a entrada fica na calçada do metrô, e pra quem veio de carro, bem... o Air é no centro da cidade, maior facilidade não há.

Ao entrar no prédio você é direcionado pelo segurança até um elevador, depois sobe um lance de escada, e quando você chega vê que o espaço é grande, bem grande! A entrada já é no meio da pista, mas além disso existe um lounge, dois bares e um terraço gigantesco maravilhoso que beira de fora a fora do prédio, presentão aos fumantes que não precisam se abarrotar ou sair do ambiente que está rolando o som pra poder fumar.

Sobre o público, teve de tudo! Muita gente bonita, uma galera mais velha mostrando o que o frio tem de melhor que são os incríveis casacos e jaquetas. Teve também a molecada super animada que não podia perder tamanha novidade, gays, héteros, casais, galeras, solitários, enfim, nada mais paulistano que essa mistura toda!

Não canso de citar o quanto salva a vida você não ter que pegar fila pra pagar comanda, ou pra comprar ficha de bar, e são amáveis esses caixas ambulantes passando pelas festas, portanto mais um ponto positivo pro Air. Em contrapartida, o preço do bar ainda assusta um pouco, mas não estamos tão longe do equilíbrio que precisa existir nesse aspecto, e esse também é um assunto pra outro post.

Que noite! DON'T BE SHY em SÃO PAULO explodiuuuu :D Muito obrigado a todos que compareceram, até...

Publicado por Chemical Surf em Domingo, 26 de junho de 2016


Apesar da importância de todo o conjunto de fatores que foram citados e descritos acima, o primordial numa boa festa é o som, todo amante de música e principalmente do estilo eletrônica sabe muito bem disso.

A inauguração do projeto recebeu a festa Don´t Be Shy, que apresentou para ser o primeiro a tocar no Air o dj Zerb — com quem conversamos recentemente aqui). Das 21h às 23h houve um coquetel no lounge apenas para convidados e personalidades da mídia e da noite paulistana, que marcaram presença em peso.

Às 23h as portas e a pista foram abertas ao público que até meia-noite deixou o clima bem tranquilo, com as pessoas chegando e sentindo o local, circulando mesmo. Depois daí, o bicho pegou e a pista já lotou de gente cantando os hits mixados pelo garotinho querido pelo público. De longe dava pra ver a galera com os celulares pro alto bombando o snapchat de vídeos coloridos das luzes que piscavam e refletiam nas caixas brancas gigantes do que já é marca registrada nas festas da Entourage: o sound-system topzera mundial em qualidade Funktion One.

Por volta de 01h30, o Zerb deu lugar aos caras do Chemical Surf, detentores da Don´t be Shy (aliás, já viu o clipe novo dos caras?). Eles começaram o set mandando um som com uma pegada meio breakbeat, um estilo mais old, que particularmente acho incrível demais e não consegui sair da pista tão cedo. Depois disso, durante todo o long set que eles fizeram foi só paulada, pista cheia, gente gritando, cantando, pirando mesmo. Isso porque os caras tocaram até lá pras 5 da manhã.

Quando o RDT entrou, a pista se manteve na mesma vibe até o fim. O cara que sempre manda muito bem e sempre estica o horário no final das festas deixou muita gente triste dessa vez, pois infelizmente o prédio não permitiu tal façanha.

As luzes refletidas nas paredes do prédio em direção ao céu formaram nas nuvens escuras e bem distantes daquela noite uma marca muito legal.

󾬖󾬓󾬔󾬕❤️

Publicado por Air Rooftop em Sexta, 24 de junho de 2016


Após o evento, conversamos com um dos idealizadores do projeto, que declarou:

O Air surgiu das andanças que fazemos em equipe procurando locais novos, diferentes e fora do comum. Quando conhecemos o Rooftop do Shopping Light no mesmo momento já rolou uma proposta para a administração e fechamos o projeto por tempo determinado, ou seja, é um club pop up com data certa para encerrar, que é dezembro deste ano.

Inicialmente a ideia era fazer eventos esporádicos, o que foi por água abaixo com a repercussão e o resultado final. Investimos no projeto e em reformas no local, [e vimos] que seria injusto não dar a oportunidade de mais pessoas vivenciarem a experiência que estamos propondo e por isso vamos abrir uma vez por semana. Queremos apresentar uma curadoria impecável. Já temos os próximos eventos agendados, e muitos artistas nacionais e internacionais confirmados que divulgaremos em breve.Guga Trevisani

Agora, é só acompanhar a programação do Air e compartilhar essa experiência, e que os paulistanos trabalhadores frenéticos das poucas luzes acesas nos prédios ao redor possam garantir uma passada por lá pra relaxar e se divertir lá pelas tantas da madrugada ao final do expediente!

Samuel Carvalho く(._.) ゝ

Autor // Paulista, 29 anos, publicitário, maluco por trance, amante de um bom techno, minimal e eletro, muito jovem, falador, adora descobrir tudo de novidade musical e falar sobre, fumante de cigarro de menta sim, odeia falar no telefone, bebe com muito gosto uma cerveja bem gelada sempre que pode, curte tomar guaraná no festival e é o louco do mentos.

Publicidade

Participe da conversa