Elegemos nossas 55 tracks favoritas de 2016

A galera tem comentado por aí que 2016 foi um ano meio escroto, né. Nem precisamos comentar o que teve de bizarrice, tipo vitória do Trump e refugiados da Síria. Mas pelo menos em termos de música, a coisa foi foda. Tivemos muitos álbuns irados e qualidade musical em todas as vertentes da música eletrônica.

A gente resolveu reunir a turma que escreve e colabora com a Stereo Minds e pedir a cada um suas 5 músicas favoritas de 2016. O resultado foi uma lista rica e diversa que sintetiza bem o que rolou de bom ao longo desse ano. Tem techno, house, bass, EDM, trance e até hardstyle. E pra facilitar para seu lado, já compilamos todas essas tracks em uma playlist no YouTube.

O TOP 5 underground da Dai Monteiro

Meu top 5 representa não só artistas consagrados, como é caso do Michael Mayer, mas simboliza muito do que acredito sobre a música eletrônica e sobre o que me influencia quando estou tocando.

Michael Mayer & Barnt - Und Da Stehen Fremde Menschen

Michael Mayer é uma referência pra mim. Um DJ e produtor completo, com uma pesquisa impecável e com uma maestria que quase me causa inveja.

TETO PRETO - GASOLINA

Outro destaque especial entre as minhas tracks prediletas do ano está na roupagem maravilhosa que artistas brasileiros estão criando em nossas capitais, como é o caso do TETO PRETO. O resgate à nossa cultura, com o uso de vocais poderosos e um tom que remete ao protesto, é o que mais me chama a atenção no som do TETO PRETO, por isso, acho Gasolinatão emblemática.

Red Axes - Waiting For A Surprise (Audion's Magic Carpet Remix)

E lá, do outro lado do mundo, em Israel, temos o Red Axes, mostrando que nossa língua, nossa cultura, nossos artistas são maravilhosos e devem ser melhor aproveitados. A constante participação do produtor brasileiro Abrão nas tracks do Red Axes deixam claro que temos muito o que aprender em relação à nossa própria imagem. Este é um duo que ouço bastante e que sempre me impressiona pela autenticidade. E vejam só, eles apostam mais em nossos artistas que muitos de nós.

Mano Le Tough - Energy Flow (DJ Koze Splasher Remix )

&ME - Shadows

Mano Le Tough e &ME dispensam comentários. Estão entre meus produtores prediletos por serem dedicados e conseguirem colocar na mesma pista elementos tão distintos, que nos fazem dançar e ao mesmo tempo nos emocionar.

O TOP 5 EDM do Efferson Oliveira

Então, acho que nem preciso explicar que é difícil a beça separar 5 músicas que mais gostei nesse ano, mas como a Direção pediu com tanto carinho, separei as que mais curti...

deadmau5 - Imaginary Friends

Eu sou fã do deadmau5, mesmo o cara sendo um pé no saco algumas vezes, a gente tem de admitir que ele produz coisa boa, desde de música até elementos de palco, sobra criatividade no cara. Tendo dito isso, volto pra falar da track, uma batida forte do caralho, daquelas que prendem na mente e pra quem curte um techno/prog sabe que esse tipo de música é pura fritação (TEY!).

Don Diablo & Steve Aoki x Lush & Simon - What We Started ft. BullySongs

Quando ouvi essa track pela primeira vez não sabia quem tinha feito, mas achei muito foda. Essa é uma daquelas músicas que a gente põe pra repetir no Spotify e fica pensando em um monte de coisas legais. Don Diablo, Aoki, Lush & Simon e vocais de BullySongs, resultou num baita trampo bom. #GoodFeelings

Getter & Adair feat. Georgia Ku - Blood

Eu gosto pra caralho de breakbeats e no meu Top 5 não podia faltar Brostep. Em 2016, Getter foi um cara, que além de lançar EP's de peso, ganhou muita notoriedade na cena americana e tudo isso com o suporte do Skrillex. Agora fazendo parte do time OWSLA só tem a crescer.

REZZ - Edge

Achei esse som caçando música no Soundcloud e só um tempinho depois vim descobrir que ela era "protegida" do Mau5. A Rezz foi outra produtora que teve um 2016 foda, se apresentando em grandes shows e festivais, lançando EP's. O som é mistura de techno com downtempo, vale a pena dar uma conferida.

Sofi Tukker - Drinkee (Vintage Culture x Slow Motion Remix)

Eu gosto muito do som que a galera produz por aqui e o Vintage Culture teve um baita 2016, cheio de conquistas e essa track foi uma das que mais ouvi nos "Rolês". Fod@

O TOP 5 techno do Gustavo Rique

Wehbba - Lake Ghost

Faixa do segundo EP Elevate do Wehbba. Um dos meus produtores brasileiros preferidos!

ANNA - Artha

ANNA tem se destacado cada vez mais nas minhas audições. Seu techno é seco e forte ao mesmo tempo, sem reviravoltas e direto ao ponto.

Ilija Djokovic - Delusion

Conheci este artista por acaso em um dos muitos e-mails de promo que recebo. O sérvio produz um techno bem pancada mesmo!

Matador - The Enemy (Hot Since 82 Remix)

Matador, este também é figura fácil nas minhas playlists. Esta musica em especial me remete ao techno das antigas, dá pra ver belas influências do passado nela.

Noir & Olivier Giacomotto - Reste (Raxon Remix)

Oliver Giacomotto fez um techno bem industrial desta vez. E o remix de Raxon é um mistura de boa melodia, synths e uma vibe que a galera vai se amarrar.

O TOP 5 house do Felício Marmo

Malaa - Diamonds

Diria que o Maximono trouxe a maloqueiragem mais true, do hip house 80’s esse ano, dando a chancela perfeita pra Cuff e tal, mas foi o misterioso Malaa quem robou o bagulho todo e atualizou o espirito gangsta pro rolê do “trapdahouz”, como eu brinco nos meu sets indo do trap a house cada vez mais fácil. Diamonds é nóia rara. Tudo que veio pela Confession depois se fez relevante.

Bruno Furlan, Kyle Watson - Marshmallows

Dois dos meus produtores favoritos reunindo nesse docinho tudo o que mais conhecem: groove e alopração jackin. Muito teto caiu com essa desde o lançamento no começo do ano. Contando os pedaços.

Hervé - I Know (Marc Spence Remix)

Fenético, denso e esquisito. Marc Spence é um bricolador de ideias. ~Malandramente trouxe a vibe torta da fidget house de Switch em uma penca de referência de basslines sujos no momento certo. Foi o cara do ano. O remix da nova I Know surpreende. É mais do que se poderia esperar de mais escrachado de uma mente como essa. Saudando os bons tempos do próprio Hervé no fidget 2008.

Flava D – Happy

Track good vibes, pra ouvir de sk8 pelo asfalto e cabeça erguida. Happy fecha o ano em que a mina assinou só um emblemático VA pra Fabric e ajudou a legitimar seu UK Garage urbano sem medo de ser feliz.

The Aston Shuffle – Make A Wrong Thing Right ft. Micah Powell

Não adiantar pesar a mão no grave durante a festa toda sem ter na manga aquela session de arrepiar canelas. Make A Wrong Thing Right tem a vibe classiquinha todo mundo se abraça, bateu, um flerte delicia com o garage house que eu amo. Gritaria na pista sem perder a classe. Um tal de Micah Powell faz o vocal, e que voz, tipo o que seria as vezes de Sam Smith no Disclosure.

O TOP 5 fino do Felipe Freitas

Consideravelmente o minimalismo e suas variações com o dub tomaram muito as pistas do Brasil. 2016 foi o ano para grandes gravadoras e artistas reaparecerem e como foi um ano de transições, fica difícil escolher apenas as 5 melhores.

Detroit Swindle - Circular city (Matthew Herbert's let yourself go Remix feat. Zilla)

Esse ano foi o ano de revelação para o Detroit Swindle, que tem feito um trabalho extraordinário com uma influências espetacular do house. Essa boa fase do duo é representada com um remix dos maiores cabeças da música eletrônica: Matthew Herbert.

Roman Flügel - 9 Years (DJ Koze Remix)

Essa faixa faz parte do "Pampa Compilation Vol. I", da Pampa Records. Foi uma das melhore curadorias em que vi na vida. Não deixando a desejar, o DJ Koze (Label boss) faz um ilustre remix para Roman Flugel, outro gênio da era robusta do tech house mundial.

Stimming - Prepare

Stimming dispensa comentários.

Reboot - Are You Loosing My Mind (Ricardo Villalobos Hauswiedermischung)

O destaque dessa faixa vai para a Get Physical que esse ano lançou o melhor álbum do ano (Reboot - aLive) e incluiu um EP exclusivo com dois remixes do maestro Ricardo Villalobos.

Nato Medrado - You

A Univack voltou a apostar no artista brasileiro Nato Medrado, com um lançamento que alcançou top beatport no gênero progressive house.

So pra constar, o bônus vai para a track Maravalhas, do brasileiro Monobloq, que mereceu por ter lançado o seu álbum de estréia nos 45 do segundo tempo. Um artista completo e com uma sonoridade impecável.

O TOP 5 farofa qualidade do Mateus Amorim

O top 5 mais farofado que você vai ouvir! As músicas que mais curti esse ano vai do deep ao drum and bass... São as que mais ouço no meu dia a dia, nos rolê.

3LAU - Is It Love (Arty Remix)

Sem dúvidas, uma das melhores músicas desse ano, na minha opinião. E como sou um fã de um bom progressive house, esse remix ficou perfeito!

Axwell - Barricade

Uma das músicas que mais bombou nos festivais. Além de passar uma mensagem interessante é a musica que me agita em qualquer momento.

deadmau5 - Strobe (Dimension Remix)

A original é boa, mas, esse remix me leva pra outra dimensão, são raros os dn'b que curto, esse ficou sensacional.

Lost Frequencies ft. Sandro Cavazza - Beautiful life

Esse foi o ano no qual eu ouvi mais o deep house, consequentemente, foi a música que mais me chamou atenção, sem palavras.

Dirty South ft. Rudy - Just Dream

Progressive house me deixa sem palavras porque é caracterizado pela progressão musical das melodias, no qual sou alucinado, destaco essa track numa categoria sem definição, pois é preciso sentir para entender.

O TOP 5 BASS do Matheus Tavares

Esse top 5 resume muito bem meu 2016: o ano em que me viciei nas vertentes da bass music. Se for future bass, trap, dubstep ou drum'n bass, eu to ouvindo.

RÜFÜS - Innerbloom (What So Not Remix)

O drop dessa música é um tiro de dopamina na cabeça. Quando o Flume saiu do projeto What So Not, eu achei que ia dar ruim, mas pelo contrário, o Emoh Instead deu conta do recado e produziu coisas fodas. Ouça o EP Divide & Conquer, e se prepra que em 2017 tem álbum novo!

Delta Heavy - White Flag VIP

Delta Heavy é um dos projetos de drum'n bass que teve um 2016 fantástico. E essa música faz parte do seu álbum Paradise Lost, lançado nesse ano. A versão VIP consegue ser melhor que a original e, no melhor estilo NERO, traz uma vibe muito empolgante e reflixa.

Popeska - Doing Me Wrong

Eu gosto muito de drops cheios de vida como esse de Doing Me Wrong.

Skrillex & Rick Ross - Purple Lamborghini (HVZMVT REMIX)

Apenas uma palavra: INSANO!

Marshmello - Alone

Essa é uma daquelas músicas que você odeia quando escuta pela primeira vez. Mas aí depois vem a repetição e você acaba amando. Acho que o marshmello foi o cara que teve o melhor 2016 da EDM, em termos de crescimento de popularidade e carreira. E não foi a toa, o cara não tem medo de ser ele mesmo e produzir música feliz.

O TOP 5 acelerado do Paulo Carretero

Brennan Heart & Jonathan Mendelsohn - Be Here Now

Brennan Heart & Zatox - God Complex

Coone - Rise of the Celestials (Qlimax Anthem 2016)

Showtek vs. Technoboy & Tuneboy - Mellow

Armin van Buuren vs Vini Vici feat. Hilight Tribe - Great Spirit

O TOP 5 trance da Raiane Reis

2016 foi um ano muito especial para o trance, cheio de novas produções, DJs e seus projetos paralelos. Me envolvi muito mais com esse gênero, conheci muitos artistas novos e vi muitos artistas. Foi difícil escolher as 5 melhores, mas fiquei feliz com as escolhas.

Ferry Corsten presents Gouryella - Neba

Gouryella significa “céu” em australiano, e o que Ferry Corsten faz com essas produções literalmente me leva para lá. Neba é a continuação de Anahera (que vale a pena conferir), e é uma música cheia de vida, melodia e emoção. Pra se ouvir de olhos fechados e coração aberto.

Super8 & Tab - Mega

Ouvi essa na apresentação épica do Armin no Ultra Miami, e tudo que eu consegui fazer depois foi ouvir essa música. Com certeza ficou no repeat por várias semanas seguidas. Essa música me dá vontade de ser feliz e dançar pra sempre.

Cosmic Gate - am2pm

Cosmic Gate praticamente me introduziu ao trance com Exploration of Space, e quando lançaram eu morri de amores. A melodia e a progressão musical são maravilhosas, e o drop me manda pra outro mundo!

The Thrillseekers pres Hydra - Amber (Skylex Remix)

Essa música foi feita para viajar na imensidão do trance, fazer nossos espíritos voarem para outra dimensão e pra tocar no seu coração e trazer felicidade. As batidas enérgicas do trance dão uma alegria incrível. Skylex conseguiu manter a vida com esse remix maravilhoso.

Aly & Fila feat. Roger Shah and Susana - Unbreakable

Os reis egípcios Aly & Fila não mediram esforços ao produzir essa track. Susana foi a cereja do bolo soltando a voz em espanhol, com um ar totalmente uplifting e arrepiante. Foi eleita “Tune Of The Year” do A State Of Trance.

O TOP 5 misto do Rodrigo Airaf

Foi com a curiosidade no ápice e com a sede de novidades que ouvi muitos sons maravilhosos no último ano.

Cubicolor - Dead End Thrills

Cubicolor entregou a música do ano pela Anjunadeep, com uma melodia poderosa e texturas muito bem estruturadas.

deadmau5 feat. Grabbitz - Let Go

The Done Lovers - New Again

O trio brasileiro The Drone Lovers lançou New Again, uma faixa que foi trilha sonora de um dos períodos mais importantes que passei em minha vida até agora.

RÜFÜS - Innerbloom (Sasha Remix)

O remix do Sasha pra Innerbloom do Rüfus demorou a sair, mas destruiu centenas de almas mesmo assim.

Recondite - Phalanx

Recondite entrou de vez nas minhas playlists não só com suas faixas incríveis, mas principalmente após o Essential Mix no dia do meu aniversário

O Top 5 EDM #2 do Vinicius Arcelino

Eric Prydz - Opus

Apesar de ter sido lançada em 2015, só fui descobri-la em 2016 com o lançamento do álbum, então no meu TOP 5 entra sim!

Uma track é uma track! Opus é introspecção, é sentimento. É o meu momento de parar e me comunicar comigo mesmo. Sempre que ouço essa música, eu paro pra tentar entender tantas coisas, me perco, me acho, choro, sorrio; sempre uma emoção diferente. Resumindo, é introspecção. É minha maior certeza nessa lista.

Alan Walker - Faded (Dash Berlin Remix)

Música good vibes de 2016! Ouvi a primeira vez no Stream do Ultra Miami 2016 e quando a ouvi ao vivo no Tomorrowland, pourran, essa track é linda demais e me passa uma energia muito boa.

Flume - Say It ft. Tove Lo (Illenium Remix)

Eu ouço muito o canal Trapcity do Youtube e eu simplesmente gamei nessa track.

Borgore - 100s

Sempre curti muito as produções de Borgore, e apesar de não achar 100s a melhor track dele, curti demais a música. Acho que o investimento que ele fez no lançamento foi um dos motivos de tê-la com umas das tracks que mais ouvi em 2016.

The Chainsmokers feat. Halsey - Closer

Me julguem, mas acho essa track só amor. ❤️

Publicidade

Participe da conversa